Por que o nome do blog!!!!

“A felicidade está na trajetória.”
Por Este motivo somos os amigos que temos as causas que defendemos aquilo que comemos nossa música, nossos filmes, nosso gosto ou não pela arte, poesia! Pessoas que têm sintonia com a gente
Neste espaço só tenho Este compromisso de viajar em meus doídos e doidos momentos!
Aqui terei até os presentes que dei, que ganho.

TUDO FAZ PARTE DO QUE SOU!

Além de isto ser uma viagem, pois sempre pensei que me conhecia, mas quero a essência e convido vocês para que façamos esta viagem juntos. VALERÁ A PENA!
À medida que for escrevendo, vou me descobrindo!
MINHA LEVEZA, POR DIAS, O PESO DAS ALMAS DO MUNDO, POR OUTROS DIAS!
Minhas feridas cicatrizadas, ainda por cicatrizar, meus momentos de grande importância e, até, histórias que conto.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

ORAÇÃO PARA DESCOMPLICAR A VIDA!!!

Preciso muito ser feliz! pararei de querer grandes emoções, grandes paixões,magia sempre. Intensidade em tudo, viver sempre querendo mais e mais. PARAREI COM ISTO! POR ESTA NECESSIDADE, “VÍCIO DO MAIS”, quase adoeci. Hoje vou passar a contentar-me com dias frios, que amo. Com ganhar um café na cama, um pão quentinho, um sorriso de criança. Histórias de velhinhas fofas, sempre me encantam, não é demagogia, Adoro escutá-las, mesmo que sejam suas doenças, aprenderei, ou ajudarei. Curtir novos amigos, fazer com que eles valham à pena. Cuidar, mas cuidar mesmo, dos meus afetos verdadeiros. Eles são preciosos!Eles existem!Eles muito me acalentaram e, com certeza, acalentarão. Aceitarei os dias vazios, pois eles despertarão a minha criatividade e buscar ser feliz com o que tenho.E,principalmente,nestes dias saberei que tenho que mexer no meu lixo!!! Para quê? Colocar fora tudo que me faz mal, mesmo sendo um sonho que alimento. Estando fazendo mal: LIXO. TEM gente querendo me fazer “UM NADA”, jogarei fora. Só assim entrará algo novo. Aceitarei todas as cores, até a cinza... Mas correrei atrás do colorido, sempre. A vida me fizer TRISTEZA, vou valorizar aquele dia. Ao invés de queixas, de correr atrás de gente indiferente, vou estudar uma maneira dele ser um MARCO NA MINHA VIDA. Vou sair e comprar um livro que sempre quis ler,vou mudar um hábito ruim, vou fazer da tristeza MOVIMENTO. Vou aceitar a criança que existe em mim, sem culpas, vou acarinhá-la, amá-la, pois ela não vai morrer nunca. CHEGA DE CULPAS. Aceitarei o meio termo, e, ainda, AGRADECEREI. Depois de ver tantas tragédias, amadurecer, entender que nem tudo é como queremos... É nobre!É sábio! O AMOR QUE SONHO, pode não vir; A VIAGEM QUE SONHEI, pode não acontecer; OS DIAS DE PAIXÕES, pode até me adoecer; O SEXO MÁGICO, PODE não chegar mais, pois já tive tantos; Palavras como ébrios, inquietudes, intensidades, inebriantes, seduções,tudo isto pode chegar e me fazer muito feliz,pois gosto desta Cristina,mas caso não chegue,vou aceitar um bom brigadeiro, um bom filme, um programa com amigos. O aconchego do lar vai bastar! Entendido, Cris Poulain. Vamos agradecer ao meio termo, agradecer não estarmos lidando com tragédias, não vamos morrer por amor, nem por falta de amor, ok? Vamos, hoje, agradecer ao meio termo, a estarmos vivos! E, meu amor envelhecerá JUNTO COMIGO... Melhor assim. Já sabes que sou cheirosa, carinhosa, amorosa e generosa. TODOS OS ‘’OSAS “que puder, prometo mais: ser a sessentinha mais gostosa do pedaço. Só por hoje, um dia de cada vez, tentarei ser menos insana. OBRIGADO SENHOR, AMÉM. ESTA ORAÇÃO eu criei agora, pois as intensidades do amor me estavam fazendo insanidade. Preciso de PAZ, mesmo que tenha que passar pelo CAOS QUE PASSO. CONSEGUIREMOS, CRIS POULAIN, DÊ A MÃO E VAMOS TENTAR. Diz Clarice Lispector que “não se engane, ser simples é mais difícil que pensamos”. Caso não conseguirmos, montaremos um novo plano, ok? Caso este novo plano falhe, segundo Lispector é difícil, mesmo. Sairemos sem FRUSTRAÇÕES, importante que tentamos! Texto de Cris Poulain.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

CARTA NUNCA ENVIADA


EU PERDIDA NO MUNDO DOS ADULTOS...
QUERIDA MÃE,

Partistes, um dia iria acontecer, mas foi cedo demais.
Enquanto vivestes foi complicada, assim como papai, mas eram modernos no pensar, no agir, apenas pouco convencionais, acho que não nasceram para casar, mas casaram. Muitas coisas boas saíram desta união, mas também algumas complicações sérias.
 Não te preocupas, jamais te cobraria. Gosto do que fizeram de mim, embora vá ao psicólogo, psiquiatra, mas gosto de ser como sou.
Nunca se preocuparam muito comigo, parece que sabiam que eu saberia viver, ou sobreviver!
 Nunca se preocuparam comigo, no tocante a sexualidade, me deixaram livre, me criaram livre.
 Sempre foram rígidos com lealdade... Lealdade com amigos, com amores, com mais velhos: LEALDADE. Eram íntegros e leais, mas um pouco malucos para pais.
Acatei, mesmo sem perceber alguns conceitos de ética, que me atrapalham, às vezes, me fazem menos leve, mas quanto a minha vida sexual, se aqui estivesse, falaria tudo que te escrevo, sem nenhum pudor, pois sou aberta.
 Minha vontade me manda, nada de máscaras
Tenho teorias loucas que gostaria de dividir contigo,pois com papai não dá,iria sair correndo e batendo portas, daquele jeito irritado, que só ele consegue.
 Acho engraçado!Melhor assim, com certeza, não enfartará.
 Voltando ao assunto lealdade versus sexualidade, queria te contar algumas coisas. Ok?
Fizeram-me mais ou menos assim:

“Abro minhas asas para embelezar
Não as preciso para voar.
Vou longe por mim mesma
Minha vontade me conduz.
 
Tiro minhas vestes e solto os cabelos
Deixo-me levar pelos ventos...
Não preciso de embalagem e máscaras
Não tenho vergonha de ser e querer.
Não preciso prender-me, conter-me...
Abro-me toda, dou-me por completa.


Assim eu sou...
Desde que do casulo saí
Nada mais me prende.
Aprendi a me soltar
Sem ter medo de cair...”É ALGO DE ALGUÉM QUE GOSTO,simples,mas belo.

GOSTO DE SER DE ALGUÉM,DE TER MEU HOMEM!GOSTO DE MIMO,DE ACALENTO!

Também mimo, posso ser sagrada, profana, meiga, selvagem, isto é o de menos.
Soltar-se nunca foi problema nem para mim, nem para vocês, né?
Até uma puta, porque não?Embora não saiba o que uma puta faça que eu e, as minhas amigas não façam.
Conversamos, sempre.
Só uma coisa me incomoda...
Não saber o que acontece, detesto gente que não sabe o que quer, gosto de coragem nos homens.
Se quiserem apenas trepar,digam.
Simples.
Quando tem vontade de amar, invadam como eu invado.
Quando não querem, recuem como eu recuo.
Posso ser sagrada, posso ser seja profana. Posso ser entrega total, ser inteira, ser boba, uma puta, mas uma puta doce, meiga e cheia de exigências.
O que pensam alguns homens? Que só porque não sou mais uma menina, que sou uma mulher com marcas do tempo,podem brincar comigo?
Mamãe não mudou muito, as marcas existem, mas mais na alma do que no corpo.
Por isto cuido da minha alma, ninguém me fará RESTO, pois resto tem jeito de resto,cheiro de resto,mesmo que a embalagem seja maravilhosa e todos queiram,todos assediem...
A embalagem pode ser :dourada,vermelha,cheia de fitas,que encantem a todos,vai se comportar como resto,que foi machucado,ou machucada,que se deixou usar,quando digo usar,quero falar:ENGANAR,mas não uma vez,deixou-se enganar,sempre,porque queria sempre o que não podia,acabou como resto.
Porque USAR no sentido de objeto sexual, se o trato for este, não deve ser problema.
O problema é falta de lealdade.
Isto te faz pouco, ou quase nada, isto não permite.
Uma ova, idiotas!
Mas, desperdiçar amor com soberbos,que só querem aquilo que não podem ter,que ficam se menosprezando e sendo menosprezados, prefiro sofrer, amar só. Sonhar acordada,mas dar intimidade para homens que não merecem,JAMAIS.
Pode ADOECER QUEM DÁ E NÃO RECEBE.
Posso amar e sofrer até terminar o sentimento, do que dar o meu melhor, o meu mais íntimo para quem não me trata com carinho. Quem não se preocupa comigo
POSSO SER INTENSA, até estar boba de amor, mas fico esperta.
Os homens PATOS vivem a cair em armadilhas e repetir seus erros.

INTIMIDADE É TUDO DE BOM PARA DESPERDIÇAR COM GENTE que não te demonstra nada.

Então, apenas, trepe.
Apaixonar-se, sofrer, ficar refém, só se ele for merecedor, pois estás dando tua intimidade, desnudando a tua alma, contando teus sonhos, tua insanidade, tua ousadia. Isto só com alguém especial.
Isto não é o filme Orgulho e Preconceito, é, apenas, um ponto de vista de quem é uma sonhadora, uma romântica, mas que aprendeu a sobreviver, mesmo que as feridas,as chgas não apareçam, elas existem, mas existem também bons motivos para querer e ter o que mereço.
Eu choro, eu grito, eu sou tsunami, faço sexo, faço amor, faço carinho, faço café,
faço chamego,acalento,mas não faço de homens com potencial de saber amar,de amar bem,se mostrando uns bobos e,usando,a umas que elegem para suas vítimas.

Também “quero o amor,o amor mais bonito e quero toda beleza do mundo...”


O resto vai bem, mamãe, apenas, te contei estas coisas, pois quero dizer que te agradeço,pois como o mundo está valorizando só coisas que para nós nunca tiveram valor, Sigo lutando por mim,por ti,por meu pai,pois qual motivo de desesperar?
Já sofremos tanto... Mas eu estou viva, chorona, querendo sempre resgatar os seres que acho que posso dar carinho, querendo ser ajudada, amada, resgatada.
Vivo sem grandes mágoas, mas com sofrimentos que só a mim e alguém muito merecedor para entender.

Meus relacionamentos sempre foram duradouros,lembra que quando separei,resolvi namorar e estava ficando sério?Mas voltei para o pai dos meus filhos.
Acho que ele me ama.

Eu te amo muito, é a minha lembrança mais fofa.

BEIJUNHUSSSSS da tua filhota, Cris.


***Pode ser que seja exagero e forte a palavra RESTO,não sou taõ radical assim,isto serve para casos especiais,pois se alguém te fizer algo com que se quebre a visão bonita que você tem de si, com muita paciência e amor reconstrua-a. "Assim como o artesão recupera a sua peça mais valiosa que caiu no chão, sem duvidar de que aquela é a tarefa mais importante, você é a sua criação mais valiosa. Não olhe para trás. Não olhe para os lados. Olhe somente para dentro, para bem dentro de você e faça dali o seu lugar de descanso, conforto e recomposição. Crie este universo agradável para si. O mundo agradecerá o seu trabalho"
Naõ creio que seja contradição com o texto dizer isto,pois falei de situações que algumas pessoas deixam repetir,não um caso isolado,pois todos tem direito de resgatar e ser resgatado,amar e ser amado,independente de vivências anteriores.

SÓ QUE NÃO QUERER VER É DIFERENTE. 








segunda-feira, 16 de novembro de 2009

HOJE ACEITANDO O SENSATO,O MEIO TERMO.LEVEZA DO SER!


Sou inquieta e desesperançada, mas, apenas, por dias. Cada vez menos. Antes os dias de inquietude eram muitos, cada vez mais estão diminuindo, pois entendi que o amor que tenho está certo, que amo bem, que me conheço bem, que conheço o outro. Tenho excesso de amor, isto era dolorido, ficava sempre insatisfeita. Hoje eu vivo serena, pelos menos, mais dias que vivo inquieta. Pois sei quem quero, o que quero. Mas, não posso mais ir à busca. Então conto com o inesperado
Antes eu pensava que só eram felizes os bobos, os burros, pois estes não enxergavam isto me consolava, eu era incompetente para ser feliz.
Hoje eu tenho bom senso, mas não o bom senso de não ousar, de não enxergar as cores do mundo, não o bom senso daqueles que não só buscam coisas erradas em lugares errados, depois reclamam do mundo.
Vejo pessoas adiando sempre, com desculpas esfarrapadas, pessoas piegas que choram por amor, mas só querem amar o belo. Não convivem com o feio, com o marginal, com o diferente.
Homens envelhecendo e, mesmo levando rasteiras da vida, não aprenderam a amar, porque não querem uma mulher cheia de alma, ”andam atrás de belezas puras e carne dura.”.
Não lembram que tantas coisas podem ser feitas com uma mulher completa, verdadeira, saudável. Ler juntos, andar de mãos dadas, criarem situações para estarem juntos, rir junto.
Bom sexo é importante, mas RIR juntos, ter assunto, usar nossos sentidos de maneira não distorcida, faz toda diferença. Tocar o rosto, beijar uma boca com desejo contido há muito tempo, vale mais que uma loteria. Mas, quando isto acontece naturalmente é bem melhor. Não sei se sou feliz, mas sei que não mascaro mais minha vida, nem para mim, nem para os outros. Também não me queixo da vida que tenho, pois ela poderia ser melhor, mas eu escolhi ficar aqui. Então não posso colocar no mundo, nos outros, os prazeres que não tive.
Não quero uma felicidade inventada.
Não quero amigos superficiais, cheios de EGOS.
Não quero um homem que veja minha imagem distorcida.
Não quero quem não tenha coragem de me resgatar de mim mesma, quando tem ciência.
Que poderia fazer isto.
Não quero homem me enrolando.
Hoje quero quem mergulha nas águas mais revoltas, nos corpos com marcas do tempo.
Com amor e coragem, tesão.
Cansei daquele rosto pintado de felicidade, daqueles que não são o número um na vida de ninguém, mas amam muito, como mentem para si mesmo e para o mundo, pobres criaturas.

Texto de Cris Poulain.

 “Personalidades fracas e vazias é a inconseqüência travestida de coragem, a displicência travestida de tranqüilidade, o excesso travestido de produtividade, a estupidez travestida de inteligência, a afetação travestida de sensibilidade, a sensualidade travestida de promiscuidade.”

Trecho de Eduardo Lamas.

Li este fragmento já faz um bom tempo e salvei, acho que ele fecha com tudo que estou sentindo, uma felicidade não completa, mas também não inventada.

HOJE eu tenho uma infelicidade que não culpa ou outros, mas lamenta por eles.
Hoje sei que nunca fui afetada, mas aturei alguns, hoje sei que sinto angústia, mas faço aquilo que posso, e,quando não faço nada,não me lamento, ou me lamento de estar congelada, coisa que me acontece seguidamente com perdas, com desilusões, mas isto é a vida e se quisermos vivê-la, temos que pegar todo o pacote.

Pega o teu pacote Cris Poulain,ele inclui muita coisa boa,mesmo estando longe um estado de amor que sonhas,mas sonhar sozinho é muito ruim.
Então Cris poulain vai ao analista,ao melhor amigo,ao curandeiro,mas entende aquilo que está acontecendo,aquilo que poderá ou não acontecer contigo,com ele.Chegou o momento de parares de lutar,deixar esta luta para o idiota que ama mal,mas não te arrependes,NUNCA.
Valeu a pena.

JUÍZO,come o quê?

Cris Poulain.

VERSINHOS BOBOS DE AMÉLIE POULAIN

Versinhos bobos de Amélie Poulain.

Amélie não quer acordar

Ela está a contrariar

Poulain não é assim, mas hoje.

Ela só diz não,

parece que esqueceu.

De dizer a palavrinha sim.

Todo mundo alvoroçado

Olhava Poulain dormir

Ela como um enfeitiçado

Não queria deixar fluir.

Seria greve de Amélie

Que era sábia, já sabiam

Queria dizer algo importante.

Com este sono estonteante.

Será que tinha deixado

De lado seu fascínio?

Eu via um ar cansado

Seria agora o declínio?

Com certeza, preocupava.

Poulain com insatisfação

Só poderia ser

A tão famigerada

Tal da revolução.

Poulain,menina boa

Sempre cheia de esperança.

Se ela desiludiu

Tudo em volta já ruiu.

Ela só conhecia

A tal da simplicidade

Disse a menininha:

Ela estava diferente

Só falava, tudo mudou.

As pessoas são complicadas

E saõ sempre disfarçadas.

Não quero acordar agora

Somente quando puder

Ver algo que vigora.

Agora todos surtam,

ela tem que acordar.

Tem que parar de brincar

De Bela Adormecida

Tá deixando

Quem a ama estarrecida.

Ninguém entendia

Que acordar ela não queria.

Queria um mundo sonhado

Que agora não mais via.

Alguém gritou,

vá chamar o curandeiro.

Esta vida nos foi dada

Para brincar de aprender

E mais importante com simplicidade viver..

De repente, devagarinho

E, também, só com carinho.

Amélie acordou.

Disse logo com jeitinho

Tá bem, eu aceito

.A lição, eu vou fazer.

Nesta vida vou viver.

Vou viver para aprender

Mais depois que aprender

Vou viver reinventando

Vou viver cada minuto

Mas não viver treinando.

Não quero viver a mansidão

Nem doer meu coração

Quero sim, a semente.

De uma vida não demente

Só aceito a insanidade

Desta tal felicidade.

(Cris Poulain).

PRESENTE DA minha amiga Helô.



Sobre as Fênix

A Fênix é meu animal de poder
Porque me sinto
Sempre nascendo das cinzas,
Mas vejo que ela
Não apenas meu.

Vejo uma Cris
Tão Fênix
Tão renascente
Tão forte
Não mitológica
Mas bem realista
Assim, como para mim
Que sou bruxo
E que vejo cada mito
Se fazendo vivo
Em almas mágicas.

Cris, tens alma mágica
Alma de guerreira
Que é bruxa
Que é Fênix
E que está
Neste momento com uma enorme tela nas mãos
E uma caixinha com as mais variadas cores
Para fazer desta fase da sua vida
A mais bela pintura.

Produza uma bela tela
Minha amiga-bruxa-fênix.


Até breve!
texto de Helô.

Definitivo é tudo que o que é simples.

"(...) Definitivo, como tudo o que é simples. Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.


Por que sofremos tanto por amor? O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz. Sofremos por quê?


Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos, por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não compartilhamos. Por todos os beijos cancelados, pela eternidade interrompida.


Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar. Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender. Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada. Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.


Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um verso: se iludindo menos e vivendo mais!"


AS POSSIBILIDADES PERDIDAS - Martha Medeiros

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

SELEÇÃO DE COMÉDIAS ROMÂNTICAS QUE GOSTO.

Categoria Cinema-Comédias Românticas.

Comédias românticas
A Razão do Meu afeto EUA (1998), de Nicholas Hytner
Alguém tem que ceder EUA (2003), de Nancy Meyers
Descalços no Parque (clássico), (1967), Gene Saks
E Se Fosse Verdade EUA (2005) de, Mark Waters
Harry e Sally - Feitos Um para o Outro (1989), de Rob Reiner
Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977), de Woody Allen
Nunca fui beijada (1999), de: Raja Gosnell
Não me mandem Flores (clássico) EUA: (1964), de Norman Jewison
O amor não tira férias (2007), de-Breathe Me.
O Diário de Bridget Jones –(2001),de All By Mysel
O Fabuloso Destino de Amélie Poulain. França (2001),de: Jean-Pierre Jeunet
Será que ele é?(1997), de Frank Oz
Simplesmente Amor (2003), de Richard Curtis: EUA/Inglaterra.
Sintonia de Amor.(1993), de Nora Híperon
Uma linda Mulher. EUA: (1990) ,de Garry Marshal

O cinema,muito presente na minha vida,será aqui colocado aos poucos entre tudo que gosto.



Cris Poulain.

COMÉDIAS ROMÂNTICAS.





Comédia romântica e sua relação com o universo feminino.






Comédia romântica e sua relação com o universo feminino.


Tenho uma forte relação com cinema, mas o fato de morar em uma cidade do interior, onde não existe cinema. Também as locadoras são limitadas. Mesmo assim,ouso comentar sobre tudo que me tocou ao longo da vida. Tudo que fez do imaginário, meu real. Entrei na tela muitas vezes.Outras vezes, o filme terminou e fiquei envolvida com os fatos por muito tempo.Adoro cinema, mas é um tema tão amplo que não se pode fazer uma lista dos dez melhores filmes da década, ou do século. Precisamos ter o cuidado de ver os gêneros, pois, sempre me pergunto se comédia romântica é um gênero feminino. Até acho que sim, mas conheço muitos homens que adoram uma boa dose de entretenimento e risos, associado a uma bela história de amor. Claro que deve ter alguns ingredientes: bons atores, bom diretor, diálogos interessantes e um clima que nos encante.Então, começo falando o pouco que sobre comédias românticas que mais gosto.Estas que são desprezadas por 2000 ou 3000 homens ao redor do mundo, em detrenimento de outros gêneros.Mas, como as comédias românticas têm alguns ingredientes inerentes ao ser humano, elas fazem sucesso, sempre.Comédias românticas invariavelmente são baseadas em três prerrogativas:1.O amor verdadeiro existe.2.Há alguém para cada pessoa, e quando o encontrarmos iremos ter o amor verdadeiro.O relacionamento irá superar todos os obstáculos.
Texto de Cris Poulain.Tenho uma forte relação com cinema, mas o fato de morar em uma cidade do interior, onde não existe cinema. Também as locadoras são limitadas. Mesmo assim,ouso comentar sobre tudo que me tocou ao longo da vida. Tudo que fez do imaginário, meu real. Entrei na tela muitas vezes.Outras vezes, o filme terminou e fiquei envolvida com os fatos por muito tempo.Adoro cinema, mas é um tema tão amplo que não se pode fazer uma lista dos dez melhores filmes da década, ou do século. Precisamos ter o cuidado de ver os gêneros, pois, sempre me pergunto se comédia romântica é um gênero feminino. Até acho que sim, mas conheço muitos homens que adoram uma boa dose de entretenimento e risos, associado a uma bela história de amor. Claro que deve ter alguns ingredientes: bons atores, bom diretor, diálogos interessantes e um clima que nos encante.Então, começo falando o pouco que sobre comédias românticas que mais gosto.Estas que são desprezadas por 2000 ou 3000 homens ao redor do mundo, em detrenimento de outros gêneros.Mas, como as comédias românticas têm alguns ingredientes inerentes ao ser humano, elas fazem sucesso, sempre.Comédias românticas invariavelmente são baseadas em três prerrogativas:1.O amor verdadeiro existe.2.Há alguém para cada pessoa, e quando o encontrarmos iremos ter o amor verdadeiro.O relacionamento irá superar todos os obstáculos.


Texto de Cris Poulain.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Todo final de um ciclo,bom ou ruim,é rico em aprendizado e dor.


Raramente penso em ti
Chegou a hora do que sempre desejei
ainda tenho tempo - mas é urgente
Bebo à liberdade, ao sonho que sonhei
as taças se quebram com o brinde ?
- E dai ?
fui eu quem quis assim e essa será minha fábula
- contada por mim.
Tudo que antes era absoluto delíro
ficara comigo pra sempre
odiado, amado
e irremediavelmente feliz

(Cibele Camargo)

QUE MEUS PÉS ME CONDUZAM A ESPERANÇA...


HOJE pensei que meu coração tivesse parado e, acredito que por momentos ele foi apenas músculo.
Como Bela Adormecida que só quer dormir e, talvez,enquanto dormia,vacinaram-me contra mim, contra minha intensidade, quanto ao meu lado passional. Com síndrome de heroína.
Onde estou eu?Tanto lutaram os estúpidos, os invejosos, aqueles que são pura repressão, que conseguiram. Venceram.
Tanto me queriam outra, que conseguiram.
Sempre me achei vívida, amando sempre a vida, o espetáculo de estarmos vivos, os amores que tive aqueles rostos encantados, ébrios.
Hoje penso estátuas envelhecidas, sóbrias, em desistência e sinto-me feliz de ter tu e todos fora da minha vida.
QUANDO penso na minha vida, penso em gente que se foi, aqueles que partiram, me deixaram sós com minhas lembranças.Desesperadamente só,mesmo em meio a muita gente,totalmente
Sozinha, neste mundo de DEUS.
Sofro só, só com minha dolorosa saudade dos amigos, parentes que se foram.
DO MEU AMOR que está morrendo e não quer me ver.
Penso no álbum de fotografias, em amigos que estão longe, nos amores do passado, em gente que desistiu.
Será que desistiu Cris? Não esqueço minhas feridas, não brinco mais de ser feliz. As feridas estão sangrando.
Será que não voltarei a minha essência, me enjoei como era, me enjoei como sou.
Hoje guardo os delírios que tive os amores reais, meu grande amor.
Tudo sou eu, mas não sinto nada, além de vazio, além de tristeza.
A MINHA incompatibilidade não é só com os outros, mas, principalmente, com esta
Que me tornei e que, por momentos, , não quer ser outra.
Seu fascínio pela vida, pelos seres humanos, pelo amor,morreu,amorteceu.
Peço a deus que volte a minha esperança, a minha passionalidade, a minha dignidade,
A minha sede de vida, é bem menor que a minha vontade de viver.
Sei que ninguém mais precisa de mim.
Eu cansei deles, eles cansaram de mim. MOFAMOS.
Somos os mesmos, SEMPRE QUERENDO ALGUÉM, QUERENDO ALGO
Mas querer implica em luta, algo que não quero mais, restam parcas lembranças
De gente linda, de bocas sedentas, como um filme que passou e não voltará.
Agora não quero resgatar, só descansar, não entendem o tamanho da minha luta,
Mas todos um dia querem se aposentar dos extremos, somente hoje, me deixe
Ser meio termo, ou vazio, completo vazio.
UM VAZIO DESPERADO.


 ''´PRECISO DE AJUDA,,POE FAVOR ME ACUDA..."

TEXTO DE CRIS POULAIN.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

VIVA a TRISTEZA.

“Viva a tristeza"  -  Texto de Zélia Duncan
Não, não vou falar mal da tristeza, não seria justo.
 Eu devo a ela minhas profundidades, minha imaginação, minha volta por cima.
Graças a ela vislumbrei coisas importantes para mim.
Músicas que várias pessoas conhecem.
Cartas, textos, coisas que ninguém vai ler, mas que me serviram em algum momento. Mergulhei no pôr-do-sol, uivei prá lua, encostei a cabeça na janela naquele dia de chuva e ouvi a música mais linda do mundo.
 Num dia triste, me sentindo fora do planeta, fui ao cinema e vi "Blade Runner".
Num dia soturno fui caminhar na praia e vi a onda mais azul, o céu mais infinito e o horizonte mais perfeito.
Num dia triste li e reli Fernando Pessoa e não me senti só.
 Num dia assim triste uma criança correu e abraçou as minhas pernas, cutucou minha esperança, me confundiu com alguém querido e me fez ligar para alguém que eu amava. Num dia cinza eu me senti vivo e quis virar lápis de cor.
Num dia oco eu procurei motivos novos e antigos pra me preencher de novo e foi até divertido.
 Num dia assim-assim trouxe um cachorrinho prá casa, que virou meu maior menor companheiro.
Num dia tristíssimo procurei por você e sua voz me encheu de sorrisos o resto do dia. No dia mais triste do mundo eu perdi um amigo.
No dia seguinte, ainda triste, agradeci por ter tido um dia um amigo que me valesse tanto.
Num dia infinitamente triste eu cantei, minha voz era a voz da tristeza que percorria o meu corpo.
 E fiz um monte de gente feliz. E também para que não percamos o poder de ação, precisamos olhar para a tristeza, precisamos nos indignar com ela, precisamos desejar a alegria genuinamente.
Com essa mania de corrigir tudo no computador, acabamos facilitando nossa fragilidade diante de tudo.
Ortografias, fotos, cores, sorrisos, a vida vai virando um show de Trumman de verdade! Você ouve uma voz, mas não tem certeza se foi corrigida ou não, vê uma foto, mas não sabe se há silicone, injeções ou Photoshop, lê um texto e a autoria fica vagando pelos sites.
Um olhar positivo sobre a vida é sempre fundamental, mas, neste mundo em que vivemos, ter como exigência o riso é quase uma falta de respeito... Ou de consciência. Sei lá, vejo as pessoas querendo morrer de rir, muitas só vão ao teatro só se for comédia, e isso me assusta um pouco.
Se não entrarmos em contato com as consistências das coisas e suas eventuais tristezas, como podemos acreditar na alegria quando ela vem?"
Zélia Duncan (Jornal O Globo, 17/08/2008, convidada como colunista)

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

OS LADOS MEUS,TUES,NOSSOS.


QUANTOS LADOS TÊM?

Um lado que pulsa que quer mais, que quer tudo, insaciável, transgressor, apegado, sofredor, não aceita a estupidez alheia. Outro quer paz, quer preguiça, quer o velho,se conforma,ri de tudo, nada é tão sério.
Outro, que não deveríamos deixar tomar conta, nem acessarmos jamais é aquele indiferente a tudo, aquele que atrapalha que quer ser o elemento complicador, não porque o crescimento vem das diferenças, mas simplesmente, porque inseguro quer só tumultuar, não entendendo que toda crítica sem análise, sem apresentar uma solução é resmungo. O lado recalcado dos humanos. Ah, como detesto este substantivo abstrato: recalque.
 Um quebra tudo, joga a toalha. O outro organiza, é equilibrado, precisa disto para se sentir seguro.

Um lado é coletivo, solidário, outro individualista. Um insano, o menos normal possível; o outro quer seguir paradigmas.
EU, TU, NÓS, afinal sabemos quem somos?
Ou ficamos ínfimos, angustiados, atormentados, e ébrios em meio a estes contrastes.
Ou sofremos calados diante as charadas da vida, ou nos posicionamos e aceitamos a viagem que nos ajudará a entendermos o quão desconhecido é o mundo e o quão difícil é pensar e ser responsável por os nossos atos.
Bom seria ficarmos sem pensar?
Rir da vida, mas isto não é para mentes inquietas e intensas.
Com certeza, não é para mim.
Felizmente não é para mim.

TAMBÉM NÃO QUEREMOS MÁCARAS.

TEXTO de Cris Poulain.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

QUÍMICA.



UMA BELA POESIA,TATUEI EM MIM.



DESAPEGO


Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver. Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos que já se acabaram. As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas possam ir embora. Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se. Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará. Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.

Fernando Pessoa.




Postado por Cris Poulain.






Registro de Visitas

 
© 2007 Template feito por Áurea R.C.