Por que o nome do blog!!!!

“A felicidade está na trajetória.”
Por Este motivo somos os amigos que temos as causas que defendemos aquilo que comemos nossa música, nossos filmes, nosso gosto ou não pela arte, poesia! Pessoas que têm sintonia com a gente
Neste espaço só tenho Este compromisso de viajar em meus doídos e doidos momentos!
Aqui terei até os presentes que dei, que ganho.

TUDO FAZ PARTE DO QUE SOU!

Além de isto ser uma viagem, pois sempre pensei que me conhecia, mas quero a essência e convido vocês para que façamos esta viagem juntos. VALERÁ A PENA!
À medida que for escrevendo, vou me descobrindo!
MINHA LEVEZA, POR DIAS, O PESO DAS ALMAS DO MUNDO, POR OUTROS DIAS!
Minhas feridas cicatrizadas, ainda por cicatrizar, meus momentos de grande importância e, até, histórias que conto.

sábado, 20 de março de 2010

O AMOR QUERENDO SER MÁSCARA



Como falamos de amor, meu Deus, é amor mal vivido.
 Amores bem vividos, amores canalhas.
Amores com culpa. Bons amores!
E uns que nunca definimos. Aquilo que nunca terminamos.
Mesmo chorando
COTIDIANAMENTE...
 Saímos às ruas e reconhecem a face da dor
Brigas tão conhecida.
CHOROS ESCONDIDOS EM ÓCULOS CHEIOS DE ESTILO!
Não te perdoarei por ficar a parte de tudo que eu vivia.
Por não aceitares conversar sobre o que acontecia!
Uma intimidade que ficou escrita na alma.
-Por que nunca dissestes vou partir?
Faz muito teus olhos eram de posse, provedor!
Não me olhavas como os outros homens...
Nunca reconhecestes em mim
Aquilo que outros viram.
Que muitos viram
Reclamastes de mim por coisas bobas
Quando tínhamos muito a dizer, muito a ouvir
Nunca quisestes minha fala, nem suave, nem sensata, nem forte...
                   Como só alguém INDIGNADA PODE TER!
Por acreditares que estava tudo sempre perfeito
Perfeito para ti!
Fazia muito teu olhar não me consumia
Fazia muito não me conhecias
Não sabes o que, realmente, FUI o que realmente, SOU!
Tua falsa PAZ é calar, trabalhar, dormir!
Tu podias mais.
Não eu!
Eu dei além de mim, mesmo quando estava estagnada, amarrada
                   CONGELADA    
Ainda assim queria o melhor para mim, para ti!
QUERIA A VERDADE, QUERIA EXCESSO DE PALAVRAS!
                     Queria falta de palavras pensadas
Queria o grito contido libertado
Tu não querias mexer com nada, com minhas feridas feitas da
                                    INDIFERENÇA!
Outras tantas de um amor que nunca compreendi!
Queria morrer com tão pouco
Eu aceitaria...
Mas veio a coragem e bati a porta, cheia de dor...
Dor de perder os sonhos de uma vida, dor dilacerante
Tentei tudo, iria morrer de tristeza!
 Ainda existe vida, nada fácil, mas existe a certeza que lutarei
Texto de Cris Poulain

“É fácil viver
Sem máscara,
mas não a tiramos.
Nunca.
A máscara sai tão bem”
EU QUERIA VERDADE E INTENSIDADE!
TU QUERIAS A MENTIRA DE NÓS DOIS...

4 comentários:

Helô Strega disse...

Muito bom o texto!
Ele tem evolução e harmonia na produçãos e nas experiências sobre o amor foram se tecendo tal como a vida, uma teia que perpassa por muitos caminhos: alguns feitos de verdade, outros de sonhos e alguns de triste ilusões.
Lindo dmais!
Beijinhos!!!

Léo Santos disse...

A ciência que estuda os relacionamentos por enquanto não foi inventada, por isso, esse campo de estudo permanece obscura para toda a humanidade. Ainda bem né? Daí poderemos sempre trilhar caminhos que não sabemos onde vão dar, e sofrer, e chorar, quebrar a cara e enfim: começar tudo de novo!

Um abraço!

Lou Witt disse...

Verdades
Dores
Coisas que ficam para trás
Necessidade de recomeço
Amor
Desamor

Lindo e intenso texto!!!

BeijO

Carlos Augusto Matos disse...

EU QUERIA VERDADE E INTENSIDADE!
TU QUERIAS A MENTIRA DE NÓS DOIS...

Perfeita... Essas palavras...

Linda, me vi muito em meu último namoro... Que está fazendo 3 meses que terminou... Pra mim, da parte dela, foi tudo um teatrinho...

Mas... A vida é assim...

Estarei sempre por aqui, espero que vc visite sempre meu espaço... Vamos construir uma ligação amiga através de nossos blogs...

Bjuxxxx

Registro de Visitas

 
© 2007 Template feito por Áurea R.C.