Por que o nome do blog!!!!

“A felicidade está na trajetória.”
Por Este motivo somos os amigos que temos as causas que defendemos aquilo que comemos nossa música, nossos filmes, nosso gosto ou não pela arte, poesia! Pessoas que têm sintonia com a gente
Neste espaço só tenho Este compromisso de viajar em meus doídos e doidos momentos!
Aqui terei até os presentes que dei, que ganho.

TUDO FAZ PARTE DO QUE SOU!

Além de isto ser uma viagem, pois sempre pensei que me conhecia, mas quero a essência e convido vocês para que façamos esta viagem juntos. VALERÁ A PENA!
À medida que for escrevendo, vou me descobrindo!
MINHA LEVEZA, POR DIAS, O PESO DAS ALMAS DO MUNDO, POR OUTROS DIAS!
Minhas feridas cicatrizadas, ainda por cicatrizar, meus momentos de grande importância e, até, histórias que conto.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

IMPRECISÃO SOU EUUUUUUUUUUUUU



Não perguntes que sou eu
Sou desconhecida
Para mim, para ti, para o mundo
Sou incerteza, imprecisão
O desconhecido me ronda
Faz-me medo
Confundi-me, sou atormentada
Quero entender
Ter certezas
Acho que não conheço ninguém
Cheguei de outro planeta
Onde tinha vida, tinha gente
Que falava que se ajudava
Que não jogava, não ignorava
Estou, momentaneamente,
Insana,
 Não quero me organizar
Não quero buscar remédios
Paliativos.
Deixa assim!
Depois que chegar ao fundo
Do poço, ou ao alto da montanha,
A ser uma estranha completa
Para mim e para ou outros.
Quem sabe, de morta, de zerada
Ressurja algo novo
Totalmente novo.
Que me faça viva, não apenas
Um ser robotizado, ou ingênuo?
Que emersa intuição, sagacidade
Apareça pronta para jogar, ou quem sabe
Desmascarar.
Mas, agora, não quero tino,
Percepção.
Preciso ser assombração,
Ingenuidade.
Nada de sutileza!
Vejo imagens  
LEMBRANÇAS, VISÕES
NÃO SEI SE DESTA VIDA OU DE OUTRA
FAZ-ME CAOS, ME FAZ NADA
NEM SEI SE DESTA VIDA, OU DE OUTRA
POSSO ESTAR LOUCA,
NÃO, LEVEMENTE, INSANA!
O suficiente para ter a ousadia
De juntar os pedaços de sentimentos
De estranheza que carrego
Dia a dia comigo!
Não buscarei forças onde não há
Para me curar.
Quero ser assim sem metas
Sem paixões,
Imóvel
Até quando
Deus quiser!

TEXTO DE CRIS POULAIN


    3 comentários:

    Luis Carlos disse...

    Parabens pelo Blog e a força dos sentimentos que moldam suas palavras

    Deixo o convite para visitar-nos e colocar-se entre nosso grupo de amigos

    LLEAL

    Helô Strega disse...

    Ô amiga que texto forte!
    Tão forte que a tristeza fica bela, mas ainda sim doí.
    Tão forte que comove a gente que lê, porque se imagina feito esta menina que vive, chora, grita, que quer viver.
    Queria te dar meu colo, meu abraço amigo, minhas piadas sem graça, meus rabiscos esquisitos, tudo o que acho que tenho de bom pra que você voltasse a sorrir, a viver, a pular... Que a sua alegria fosse tão tocante e emocionante como às vezes é sua tristeza. Acho que podemos tentar fazer esta tristeza ir embora com a seguinte receita:
    Pegue uma grama de poesia;
    300Kg de boas lembranças;
    A quantidade de dedos de suas duas mãos de bons amigos;
    300 fotos antigas e novas de boas recordações;
    1 tonelada de sonhos;
    1 grama apenas de desejo de viver - eu sei que isso ou muito mais você deve ter.
    Então misture tudo em um formato de Festa e brique de ser feliz que rapidinho a felicidade chega de verdade, viu?!
    Te amoooo, viu?!!!!
    Beijinhos da Bruxa Helô

    Ricardo Calmon disse...

    Ma chére Madame Poulain:

    Em oráculo da seda ,a mais pura entre róseas e rubras, assim como poucas púrpuras senhoras, da vida terceira ,ditas idades,tecelãs todas,do início de tudo ,por femininas in útero serem,moi et peri,tecemos ,como se fossem,mandalas ,da vida ,em feminina forma,absorva,sorva e emane,como sempre fazes,em dopar teu,simplesmente girassol ao vento,sementes doando ,em sempre generosidade e solidariedade forma,simplesmente ,madame poulain,em masse du fleur et femme!
    huhuuuuuuuu!pour vous,até poeta amalgamei,sempre ,em fraterna forma,a mulher e a vida saudando e a ele ,rsrsr agradecendo!

    bzu

    ricardo ,um velho semeador de girassois,que em delírio da vida viver na terceira idade,poeta pensa que é!
    perdoe-oASSIM COMO AQULE QUE DIFÍCIL PERDOAR É
    YES
    PELA VIDA ATEU E MÉDIUM SOY

    HUHUUUUUU

    VIDA LINDA LOUCA ESSA

    NOITE BOA

    PETITE FLEUR

    Registro de Visitas

     
    © 2007 Template feito por Áurea R.C.